Contrate Já: (64) 3404-8181   Central do Cliente
La Casa de Papel cancelada: 5ª Temporada será a última

La Casa de Papel cancelada: 5ª Temporada será a última

A Netflix trará La Casa de Papel para um último roubo. De acordo com a EW, a Netflix confirmou o cancelamento da atração após a quinta temporada – que será lançada em 2021. Com isso, o quinto ano trará o desfecho oficial para a trama dos ladrões mais amados dos fãs de séries de TV.

A EW confirmou também que a produção começará na próxima segunda-feira (3) na Dinamarca, antes de filmar pela Espanha e Portugal.

Quando os vimos pela última vez, a equipe do Professor (Álvaro Morte) estava declarando guerra às autoridades durante seu roubo no Banco da Espanha, quando ele foi descoberto por Alicia Sierra (Najwa Nimri), a inspetora que o perseguia. Um assalto foi iniciado para resgatar o Rio (Miguel Herrán), mas acabou custando a eles a amada membro da equipe Nairobi (Alba Flores). Quando a temporada final estrear, a série entrará em território desconhecido, indo além do assalto para vingar sua morte.

De acordo com a assessoria da Netflix, a última parte de La Casa de Papel contará com 10 episódios.

Nova temporada

“Estamos passando de um simples jogo de xadrez – uma mera estratégia intelectual – para uma estratégia de guerra: ataque e contenção”, disse Alex Pina, criador da série, à EW sobre a gangue vingar a morte de sua companheira. “Esse novo objetivo aumenta os riscos, mantendo a história atualizada e mantendo a adrenalina que sempre ocorre em La Casa de Papel. A guerra que eles foram pressionados para iniciar resulta na parte mais épica de todas”, completou o roteirista.

Além disso, o professor contará com novos rostos em sua equipe. Os atores Miguel Ángel Silvestre, conhecido por interpretar Lito de Sense8, e Patrick Criado estão se juntando ao elenco.

Enquanto Pina não revelou detalhes completos sobre os novos rostos e como eles se encaixam na história, ele provocou o que eles trarão para a temporada final.

“Sempre tentamos que nossos oponentes sejam carismáticos, inteligentes, brilhantes”, explica ele. “Nesse caso, no gênero de filme de guerra puro, também procuramos personagens cuja inteligência possa ser comparada à do professor”.

Pina também diz que o público conhecerá melhor o amigo de infância de Denver, Manila (Belén Cuesta), nos 10 episódios finais e provoca um impasse entre Sierra e o Professor.

“A adrenalina está no DNA de La Casa de Papel. A cada trinta segundos as coisas acontecem e atrapalham os personagens, um giro na ação. A adrenalina misturada com sentimentos decorrentes de personagens absolutamente complexos, magnéticos e imprevisíveis continuará até o final do assalto”, diz Pina. “No entanto, a gangue agora será levada a situações irreversíveis, a uma guerra selvagem: é a parte mais épica de todas as partes que filmamos”.

Sucesso da Netflix

Observando o plano intrincado do Professor que ganhou vida e chamou a atenção de dezenas de milhões de assinantes da Netflix, La Casa de Papel tornou-se um fenômeno. Ela não é apenas das séries mais populares da Netflix de todos os tempos, mas também é a série não inglesa mais assistida da plataforma.

Para se ter uma ideia, a parte 4 do drama criminal, que estreou em abril de 2020, foi assistida por 65 milhões de contas nas primeiras quatro semanas de lançamento – um milhão a mais que Tiger King, que estreou um mês antes, e apenas dois milhões a menos que Stranger Things 3, que estreou no verão de 2019.

Certamente, os fãs aguardarão ansiosos por esse desfecho.

Fonte: https://mixdeseries.com.br

Brasil fica em primeiro lugar em teste de banda larga fixa

Brasil fica em primeiro lugar em teste de banda larga fixa

O Brasil teve o melhor desempenho de banda larga fixa durante o segundo trimestre de 2020, de acordo com os dados da Ookla, dona do serviço de medição Speedtest. A pesquisa analisou as cinco maiores economias da América Latina e apontou que o Brasil teve latência média de 19 ms (milissegundos). Já em relação à banda larga móvel, a Argentina apresentou o melhor resultado, com 40 ms. O Brasil ficou em quarto nesse quesito, com 46 ms.

A latência mede o tempo de reação de uma conexão, sendo muito importante no universo dos games. Para ter uma melhor experiência de jogo, esse valor precisa ser de até 59 ms. A latência móvel tem relação com jogos criados para dispositivos móveis, enquanto a latência de banda larga fixa mede a conexão em computadores e consoles.

A pesquisa ainda apontou que os investimentos recentes em fibra óptica em toda a região ajudaram a aumentar ainda mais a latência durante o período. Durante o período da pandemia do novo coronavírus, os investimentos em conexão também cresceram, fazendo com que todos os países do estudo apresentassem aumento no desempenho da internet móvel e da fixa.

Banda larga fixa

O Brasil foi o país que mais apresentou melhorias na latência da banda larga fixa em comparação com o segundo trimestre de 2019, diminuindo de 23 ms para 19 ms. Em seguida vem o Chile (24 ms), o México (31 ms) e a Argentina (34 ms). A Colômbia ficou em último lugar, com 43 ms. Apesar disso, todos os países apresentam internet dentro dos padrões mínimos de latência para jogos.

São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília apresentaram as melhores latências de banda larga fixa no país, com 18 ms, 20 ms e 21 ms respectivamente. As cidades brasileiras só ficaram atrás de Guadalajara, no México, com 17 ms.

Brasil apresentou melhor desempenho na conexão banda larga da América Latina — Foto: Reprodução/SpeedTest

Internet no celular

Em relação à latência da banda larga no celular, o México apresentou o maior avanço, passando de 57 ms para 44 ms no segundo trimestre de 2020. Apesar disso, a Argentina obteve o primeiro lugar, com 40 ms. Depois vem o Chile (41 ms), México (44 ms), Brasil (46 ms) e Colômbia (47 ms).

Em relação às cidades, São Paulo e Buenos Aires empataram na melhor latência móvel, com 31 ms. Em seguida aparece o Rio de Janeiro (35 ms). Brasília ficou no último lugar da lista de localidades brasileiras analisados (43 ms).

São Paulo e Rio de Janeiro ficaram em primeiro lugar na latência da internet fixa e móvel — Foto: Reprodução/SpeedTest

Apesar de a implementação da internet 5G ter começado recentemente no Brasil, é esperado que ela aumente ainda mais a latência no país sobre a capacidade que os dispositivos 4G oferecem atualmente.

Por Larissa Infante.

O Senhor dos Anéis: série da Amazon trará personagens conhecidos

O Senhor dos Anéis: série da Amazon trará personagens conhecidos

Para quem conhece a obra de Tolkien apenas pelos filmes já lançados, uma boa notícia: três personagens conhecidos darão as caras na série de O Senhor dos Anéis que será lançada pela Amazon. Sauron, Galadriel e Elrond estarão na produção, de acordo com um tweet do TheOneRing.net.

Galadriel apareceu nas duas trilogias de Peter Jackson (SdA e O Hobbit) sendo interpretada por Cate Blanchett. Para a série, em que a personagem é bem mais nova, a escolhida seria Morfydd Clark, segundo rumores. Já Elrond ganhou vida através de Hugo Weaving e ainda não tem ator definido para a nova produção.

Nos filmes de O Senhor dos Anéis, o vilão Sauron foi interpretado por Sala Baker e dublado por Alan Howard. Já na trilogia de O Hobbit, ele aparece como o Necromante, tendo sido interpretado por Benedict Cumberbatch, que também assumiu o papel do dragão Smaug.

A produção da Amazon começou no início do ano, mas foi interrompida por conta da pandemia de covid-19. As filmagens devem retornar em setembro, na Nova Zelândia, mas ainda não existe uma data para a chegada da série ao streaming.

A série de O Senhor dos Anéis irá se passar durante a Segunda Era da Terra-média, que começa no banimento de Morgoth (o vilão original) e termina na primeira derrota de seu servo Sauron. Além disso, o período também traz grandes eventos como a ascensão e queda de Númenor, a criação dos Anéis do Poder e a formação da Última Aliança, que juntou homens e elfos na luta contra Sauron – essa batalha conta com a presença de Elrond e foi brevemente retratada em A Sociedade do Anel.

Séries e Filmes – Os lançamentos da Netflix para Agosto de 2020

Séries e Filmes – Os lançamentos da Netflix para Agosto de 2020

Entre os destaques estão a terceira temporada de The Rain com confusão (Simone e Rasmus se desentendem sobre como salvar a humanidade) e a quarta e também última temporada da série brasileira 3%. Temos, ainda, a quinta temporada de Lúcifer (o demônio que todos amam odiar em um retorno triunfal) além de filmes clássicos.

Mundo Mistério – O youtuber e apresentador Felipe Castanhari explora enigmas da história e da ciência com seus colegas de laboratório. Juntos, eles usam humor e experiências científicas para responder perguntas como “O que acontece no Triângulo das Bermudas?”, “É possível viajar no tempo?” e “Como eram os cães pré-históricos?”. Cada episódio teve a consultoria de especialistas como professores, médicos e pesquisadores.

Assalto ao Banco Central – Baseada no roubo de 33 milhões de dólares do banco central da Colômbia, em 1994, que abalou o país. Estrelando Andrés Parra e Christian Tappan.

Dirty John – O Golpe do Amor – Uma socialite chega ao limite durante um divórcio complicado que acaba em tragédia. Baseado em um crime real.

Glow Up: Temporada 2 – Um novo grupo de competidores precisa usar muita técnica e criatividade para ser o próximo astro ou estrela da maquiagem no Reino Unido.

The Rain: Temporada 3 – Anos após a chuva dizimar a população da Escandinávia, Simone e Rasmus se desentendem sobre como salvar a humanidade.

Natureza Discreta – Esta série documental mostra animaizinhos fascinantes lutando para sobreviver em diversos mundos escondidos.

Sunset – Milha de Ouro: Temporada 3 –  Grandes mudanças chegam ao Oppenheim Group: após fecharem uma grande venda, uma corretora enfrenta um fim de namoro complicado.

Vem Cantar! Alemanha –  Neste campeonato de karaokê apresentado por Palina Rojinski, os competidores mais afinados podem ganhar até 30.000 euros.

Greenleaf: Temporada 5 – Com a igreja da família à beira da destruição, os Greenleaf enfrentam seus rivais e tentam resolver os problemas do passado.

3%: Temporada 4 – Na última temporada desta série brasileira, o conflito entre a Concha e o Maralto está escancarado e uma guerra é iminente. Mas, enquanto o Processo 108 se inicia sob uma liderança nova e ainda mais agressiva, os integrantes da Concha são convidados para uma visita diplomática ao Maralto. A proposta de paz acaba sendo o pretexto para a destruição que definirá o futuro desse mundo dividido.

Gatunas: Temporada 2 – Três garotas de diferentes círculos sociais se tornam amigas após descobrirem que têm algo em comum: o hábito de furtar. Agora, elas estão de volta para a segunda temporada.

Mansão de Praia – Conheça as mansões luxuosas dos ricos e famosos na badalada região norte-americana dos Hamptons.

Cobra Kai: Temporadas 1 e 2 – Trinta anos depois, a rivalidade entre Johnny e Daniel ressurge. Ralph Macchio e William Zabka voltam a seus papéis marcantes nesta continuação de Karatê Kid.

Sou um Assassino: Em Liberdade –  Será que um assassino que foi condenado à morte por um crime brutal há quase 30 anos consegue se reintegrar a uma sociedade que mal conhece?

Biohackers – Mia vai cursar medicina atrás de um professor que ela suspeita estar ligado a uma tragédia do passado de sua família e acaba envolvida no mundo do biohacking.

Hoops – Nesta série de animação, um técnico de basquete mal-humorado faz de tudo para colocar seu time na linha e chegar às divisões principais. Não vai ser mole!

Lúcifer: Temporada 5 – Lúcifer faz um retorno triunfal, Chloe repensa o amor, Ella finalmente encontra um cara legal e Amenadiel se adapta à paternidade.

A quantidade de dispositivos conectados influencia na velocidade da internet?

A quantidade de dispositivos conectados influencia na velocidade da internet?

A quantidade excessiva de acessos simultâneos rede pode prejudicar a internet? Sim, muitos dispositivos conectados podem deixar a sua internet mais lenta.

Uma analogia pode nos ajudar a entender melhor a respeito desse tema:

Imagine uma estrada onde todos os carros viajam por ela com a mesma velocidade. Dessa forma, para que tudo funcione de maneira mais rápida, a via precisa ser espaçosa, ampla.

Voltando para o mundo da internet, é como se 1Mbps fosse equivalente a uma pista dessa estrada. Se, por exemplo, você quiser baixar uma imagem de 6MB de tamanho e tem uma largura de banda equivalente a uma pista (1 Mbps), precisaria de aproximadamente 60 segundos para fazer o download completo da foto.

Dessa forma, se na mesma conexão de largura de banda estiverem diversos aparelhos fazendo downloads, o tráfego ficará congestionado e, portanto, mais lento para todos os seus usuários.

Quais atitudes devem ser tomadas para garantir uma boa velocidade?

– O motivo da sua internet lenta pode ser causado porque muitas pessoas estão congestionando sua conexão. Se você não tem uma senha para o seu WiFi, provavelmente outras pessoas estão usando sua banda larga agora mesmo! Por isso, estabeleça uma senha pouco previsível agora mesmo.

– Seu roteador pode estar numa posição inadequada. Se você deixá-lo num lugar ruim, a internet lenta será inevitável. Sendo assim, verifique se o aparelho está instalado em um local central em relação aos dispositivos que irão se conectar a ele. Além disso, acredite: quanto mais alta estiver a antena do roteador, melhor será o seu WiFi. Por isso, prefira deixa-la a pelo menos uma altura de 1,5 metros de distância do chão.

– Tome cuidado! Uma internet lenta tem grandes chances de ser resultado de vírus. Além de sempre mostrarem propagandas indesejadas, esses programas nocivos podem roubar até mesmo seus dados pessoais.

– Você sabia que utilizar dispositivos Bluetooth no espaço onde está o roteador pode deixar sua internet lenta? Atualmente, essa interferência é um pouco menor do que era antes, mas ainda existe.

– Muitas vezes, sua internet lenta pode ser por conta de problemas na empresa provedora de internet. Afinal de contas, muitas delas vendem um certo pacote de velocidade, mas o fato é que na casa do usuário ela está reduzida.

Que tal testar a velocidade da internet? O MinhaConexão é um portal que conta com a maior rede de provedores associados no Brasil. Além de contar com precisão no resultado, o site ainda salva o relatório dos testes e funciona sem a instalação de nenhum programa ou aplicativo.

Dicas para configurar melhor a rede Wi-Fi do seu roteador

Dicas para configurar melhor a rede Wi-Fi do seu roteador

Mais do que distribuir sinal de internet para vários dispositivos, os roteadores modernos trazem vários recursos para melhorar a qualidade de sua rede doméstica. Muitos, porém, acabam não sendo utilizados. Pensando nisso, montamos uma lista com dicas para aproveitar todos os recursos do seu roteador e como melhorar o sinal dentro de casa.

1. Busque as tecnologias mais recentes

Os roteadores atuais já não ficam mais restritos aos padrões A, B, G e N. Mesmo os modelos mais básicos já trabalham com o padrão AC, ainda que com velocidades diferentes. Alguns modelos mais modernos trabalham com velocidades superiores a 3 Gbps, o que pode parecer teoricamente inatingível, mas não é.

Apesar de trabalharem com velocidades bem superiores às oferecidas pelas operadoras, o benefício direto acontece na rede local. Um bom exemplo é o Chromecast, assim como outros smart devices, como lâmpadas conectadas, eletrodomésticos, apenas para ficar em alguns exemplos.

Vale destacar atualmente temos muito mais equipamentos conectados, e quanto mais desempenho na rede local, menos gargalos cada um desses aparelhos sofrerá. Além disso, a cobertura do padrão AC é maior, garantindo conectividade de qualidade para todos os dispositivos conectados ao roteador.

2. Como evitar interferências de sinal

Uma dica importante para ampliar o sinal é posicionar o roteador longe de geradores de interferência. Em especial para modelos mais antigos, que trabalham apenas com a frequência de 2,4 GHz, a mesma de diversos outros aparelhos, como telefones residenciais sem fio.

Saiba que até os micro-ondas são capazes de interferir na sua rede, e quanto mais longe seu roteador estiver desses aparelhos, melhor será a qualidade do sinal.

3. Roteador com reinicialização programada

Programe seu roteador para reiniciar automaticamente de tempos em tempos. Este recurso está ficando muito comum e sugerimos que programe uma vez por dia em horário específico.

Quais são os benefícios? Os mesmos de reiniciar um PC, eliminando possíveis erros e começando tudo do zero. Além de permitir que o roteador “descanse um pouco”, evitando aquecimento excessivo.

4. A posição ideal para seu roteador

A falta de sinal em pontos casa ou escritório pode não ser culpa inteiramente do roteador, mas sim do seu posicionamento. A solução é simples: basta encontrar a melhor posição para ele, já que costumeiramente o posicionamos próximo do modem por conveniência.

Leve em consideração a posição das paredes da residência, a distância do sinal, a quantidade de possíveis interferências (item 2). Mas como descobrir qual é melhor posição? Há alguns programas disponíveis que ajudam a determinar isso. É o caso do HeatmapperinSSIDer e o NETGEAR WiFi Analytics, um app gratuito para Android.

5. De olho na frequência

Como vimos no item 2, é possível melhorar o sinal eliminando possíveis interferências. O mesmo acontece com a mudança de frequência, já que grande parte dos roteadores atuais oferece frequências de 2,4 GHz e 5,0 GHz. Essa última não é tão disseminada quanto a de 2,4 GHz, portanto não sofre tanto com interferências. Ainda assim, não se esqueça de deixar o roteador longe do micro-ondas, hein?

6. Mude o canal

Outra forma simples de melhorar a qualidade de sinal é mudar o canal. Mesmo roteadores mais antigos possuem essa capacidade, permitindo que o sinal gerado não tenha que “competir” com outros. Mas como saber qual canal está menos congestionado?

Uma forma simples e rápida é digitar “netsh wlan show all” (sem as aspas) no prompt de comando, que mostrará os canais utilizados pelos equipamentos próximos. Usar programas como o Network Analyzer Lite ou WiFi Analyzer (Android), que fazem um mapeamento bastante completo.

7. Use o QoS para controlar o tráfego de rede

O Quality of Service (QoS, Controle de Qualidade em português) é um recurso e tanto. Sem configurá-lo, o roteador costuma dar prioridade para tudo. E quando tudo é prioridade, nada é prioridade.

Alguns modelos permitem configurações mais criteriosas, mas, por padrão, o QoS permite priorizar certos dados. Por exemplo, colocar o VoIP como preferencial, deixando aquele upload de vários gigabytes em segundo plano. Ou mesmo priorizando a Netflix em vez do MMORPG que seu filho está jogando no quarto em vez de fazer a lição de casa.

Em outras palavras, o QoS define quais aplicações merecem mais atenção, melhorando a rede local com base na prioridade do serviço.

8. Cuidados com a segurança

As vezes a nossa rede acaba prejudicada não pelo plano de operadora, ou por uma falha do roteador, mas sim por conta daquele vizinho esperto que está usando a sua internet sem você saber. Como se proteger? Há duas formas.

A primeira delas é criar uma senha forte, com letras, números e caracteres especiais, aliada a um protocolo forte, como o WPA2. Em seguida, caso exista a opção no modelo, esconder o SSID. Essa opção exige que quem deseja se conectar na rede tenha que pesquisá-la manualmente, certamente dificultando o acesso de quem quer usar a sua conexão sem a sua permissão.

 9. Dicas gerais

Essas dicas foram montadas pensando em roteadores mais novos, que trazem recursos mais sofisticados para melhorar sua rede. Não esqueça do básico, por exemplo, temos de checar se o firmware do roteador está atualizado, garantindo novos recursos e correção de bugs. Assim como checar a infraestrutura, como o estado dos cabos, condições do equipamento e assim por diante.

Em alguns casos, vale a pena mesmo é trocar o roteador. Modelos mais modernos trazem recursos mais avançados, consomem menos energia e são mais seguros. Em alguns casos, o modelo atual pode não estar mais “dando conta do recado”. Ou mesmo incorporar um extensor de rede, que garante conexão para uma região maior, algo que pode ser feito com um roteador secundário que está guardado no fundo da gaveta.

O importante mesmo é conhecer o máximo possível sobre o roteador, acessando-o e explorando cada recurso. É uma empreitada que vale a pena, já que basta configurá-lo corretamente apenas uma vez para ter uma rede sempre funcionando sem gargalos.

Fonte: LifehackerPCMag

Séries: 5 spin-offs que realmente valem a pena

Séries: 5 spin-offs que realmente valem a pena

Algumas séries constroem mundos tão interessantes e conquistam tantos fãs que merecem continuações que expandam o universo que nos apresentaram. É o caso de Game of Thrones, que vai ganhar alguns spin-offs, por exemplo. Por vezes, a série derivada acaba nos decepcionando, como foi o caso de Once Upon a Time in Wonderland, que não chega aos pés de Once Upon a Time – mas algumas realmente valem a pena!

Pensando nisso, o listamos 5 spin-offs que realmente valem a pena. Confira:

Better Call Saul (Breaking Bad)

Better Call Saul não alcançou uma popularidade tão grande quanto a série que lhe deu origem, Breaking Bad, mas também recebeu ótimas críticas. A trama se passa antes da primeira e acompanha Jimmy McGill, o querido advogado criminal da série original, enquanto ele traça seu caminho para se tornar o infame Saul Goodman.

The Originals (The Vampire Diaries)

Nesse spin-off de The Vampire Diaries, três irmãos de mais de mil anos de idade, conhecidos por serem os vampiros originais, lutam para tomar o controle da cidade que eles construíram e destruir todos aqueles que se colocarem em seu caminho. Como se vampiros já não bastassem, lobisomens e bruxas também entram na batalha. Não é exagero dizer que a série pode ser até melhor que a original.

The Flash (Arrow)

Um dos super-heróis mais famosos de nosso tempo dificilmente necessita apresentação. A série acompanha as aventuras de Barry Allen depois que ele é atingido por um raio e ganha habilidades especiais como super velocidade e as usa para salvar o mundo. A produção é uma das mais bem avaliadas do gênero. Antes de ter sua própria série, Barry era um personagem recorrente em Arrow.

Foto: Divulgação

Star Trek: The Next Generation (Star Trek: The Original Series)

O clássico mundo de Discovery Trek nasceu com Star Trek: The Original Series, mas ganhou esse spin-off que fez muito mais sucesso e conquistou uma nova legião de fãs, dando origem, inclusive, a novas séries e até filmes. Os episódios acompanham a tripulação de uma nave espacial se atrevendo a explorar mundos onde ninguém havia chegado antes deles.

Narcos: México (Narcos)

Narcos: México, do mesmo universo de Narcos, acompanha, ao longo de dez episódios, o desenvolvimento do Cartel de Guadalajara desde 1980, quando Félix Gallardo assume o negócio das drogas. Junto a isso, vemos o agente da DEA, Kiki Camarena, se mudar da California para o México para derrubar o novo traficante em ascensão. A série recebeu ótimas críticas.

5 sinais de que chegou a hora de formatar seu celular

5 sinais de que chegou a hora de formatar seu celular

Se você já está com ele há algum tempo, digamos, mais que dois anos… é bom se preparar porque esses momentos podem se tornar mais comuns…

É mais ou menos nesse prazo que seu companheiro digital pode começar a dar sinais de fadiga… em geral, o primeiro sinal vem da bateria… 2 anos é um tempo mais ou menos comum para ela começar a apresentar queda de rendimento. Se a bateria estiver chegando ao fim da vida útil, não tem muito o que fazer a não ser substituir… Mas, há outras situações em que formatar o seu celular pode resolver vários problemas. Sim, a exemplo dos computadores – especialmente os que rodam Windows – também os smartphones podem se beneficiar da boa e velha formatação… Preste atenção nesses cinco sinais: eles podem indicar que a hora de dar uma renovada nas memórias do seu amigo digital chegou!

Travamentos

O primeiro sinal é o mais comum. Se o seu smartphone estiver travando muito, não hesite: formatá-lo pode tornar sua vida bem menos sofrida. Afinal, nenhum aparelho foi feito para ficar com a tela congelada. Travou demais? Prepare a formatação.

Bateria dura pouco

A gente começou dizendo que se o problema for o desgaste da bateria, não tem muita solução a não ser trocar… mas, antes de se preparar para a despesa, vale a pena tentar a formatação. Acontece que, muitas vezes, a queda de rendimento da bateria tem a ver com o software e não com o hardware. Se for esse o seu caso, formatar o telefone pode economizar vários reais – sem contar o incômodo…

Aplicativos não funcionam

Não se conforme com a situação. Se um aplicativo começa a dar mensagem de erro na hora de abrir pode até ser que esse aplicativo em particular tenha um problema. Desinstale e instale de novo. Se o problema persistir – ou pior – se o problema acontecer com mais de uma aplicativo, a solução pode estar na formatação. Faça, sem medo de ser feliz – ela pode resolver a maior parte desses problemas.

Comportamento estranho

Acontece com os melhores amigos. De uma hora para outra, ele começa a se comportar estranhamente… banners de publicidade aparecem do nada… ele fica mais lento… de repente algum dos seus contatos recebe uma mensagem que você não lembra de ter enviado… esses são sintomas de que seu amigo digital pode estar infectado com um malware – que a gente chama no popular de vírus. Aí, tem dois caminhos. Um: instale um antivírus. Nós fizemos um Laboratório Digital recentemente sobre os melhores. O link está logo abaixo desse vídeo. A outra solução, você já sabe: formatação.

Temperatura alta

Alguns aparelhos esquentam mesmo quando não estão sendo carregados. Aliás, quando um smartphone está conectado à tomada, é até comum uma certa elevação de temperatura – dependendo do modelo. Mas, se essa elevação for forte demais – ou pior, se o aparelho aumentar de temperatura mesmo que não esteja em uso, a formatação é novamente um bom caminho. Tem várias coisas que podem levar a essa variação de temperatura. Quase sempre, são aplicativos que continuam rodando em background – ou seja, continuam ativos mesmo que você não esteja usando. Para acabar com a farra, depois de formatar, só reinstale aplicativos de desenvolvedores confiáveis. E dê uma boa olhada no quanto cada aplicativo está consumindo de recurso do seu telefone. Tanto no Android quanto no iOS, é fácil conferir isso nas configurações.

Lembrete mais que importante! Antes de formatar seu celular, faça um backup total dele – assim você elimina o risco de perda de qualquer arquivo.

Talvez alguns estejam se perguntando: e como faço para formatar? Qual o caminho? Se for o seu caso, basta clicar no link que está logo abaixo deste vídeo. Preparamos um passo a passo super simples tanto para Androids quanto para iPhones. Ah! E tem também um link com dicas para fazer o backup do seu aparelho antes de formatar, é claro! Confira!

Fonte: Olhar Digital